APOSTAS DA MODA MASCULINA PARA 2022 E O NOVO NORTE DAS MARCAS

“O LUXO MODERNO É ABERTO E COLABORATIVO”

Quem afirma é Marie-Claire Daveu, diretora de sustentabilidade da Kering, empresa-mãe das casas de luxo Gucci, grife dirigida por Demna Gvasalia pertence ao conglomerado de luxo Kering, que também detém as etiquetas de moda Balenciaga, Alexander McQueen, Bottega Veneta, Saint Laurent e Brioni, todas sediadas na Europa. Marie-Claire, uma voz potente em toda a indústria da moda, recentemente compartilhou, na COP26 – Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas, sua visão de quais os rumos que a moda precisa tomar em resposta à crise que todos enfrentamos.

“O modelo clássico de fazer, pegar e desperdiçar é inaceitável. Em vez disso, a sustentabilidade deve ser construída no próprio DNA da estratégia de uma empresa. Não é uma restrição para a criatividade – se você a apresentar como tal, matasse o potencial. É uma oportunidade, um convite para ser melhor, agora solicitado por clientes e investidores.”

A moda é uma das indústrias mais poluentes do mundo. Essa pode ser uma verdade incômoda para se confrontar, mas é um fato que deve ser abordado com urgência. Estima-se que 10% das emissões globais de carbono vêm da indústria da moda em geral, enquanto cerca de 48% da cadeia de abastecimento da moda está ligada ao desmatamento. Enormes quantidades de água são consumidas pela indústria anualmente, e os cursos de água do mundo estão poluídos em todos os estágios da cadeia de valor. A verdadeira mudança pode acontecer ao focar em uma abordagem radical para a conservação da biodiversidade e os benefícios múltiplos da agricultura regenerativa, mudanças imediatas e positivas para a natureza e o clima são possíveis – especialmente nas principais cadeias de suprimento de matéria-prima da moda para algodão, lã, caxemira e couro. Isso não só mudará as regras do jogo na moda, mas a agricultura regenerativa é uma virada de jogo fundamental para o futuro.

“Com todos os recursos e privilégios das grandes empresas e conglomerados, temos a responsabilidade de compartilhar as melhores práticas. Devemos apoiar e orientar pequenas empresas. Nossa contabilidade de Lucros e Perdas Ambientais (EP&L) foi projetada com isso em mente, qualquer empresa pode acessar a metodologia para obter novos insights sobre seus negócios.”

Sem dúvida, a sustentabilidade não é mais uma tendência, mas um movimento já estabelecido e que cresce a cada dia. Este deverá ser o novo Norte de toda a cadeia produtiva da moda. O esforço das marcas em comunicar isso ao consumidor é uma questão de comunicação institucional. Muitas marcas aqui e na Europa já estão engajadas nesse conceito. Até 2023, todas as roupas vendidas na União Europeia deverão carregar uma etiqueta sustentável, a fim de ajudar os consumidores a classificar as informações a respeito da origem dos materiais com os quais foram fabricadas. A medida segue uma agenda de mudanças em prol do meio ambiente adotadas pelo bloco econômico. Marcas como H&M, C&A, Inditex, Nike e Lacoste e outras de origem europeia poderão opinar quanto a quais informações serão dispostas.

Veja a seguir as apostas para 2022 das marcas que já seguem este conceito:

A Gucci é uma das marcas de luxo  pioneiras que investiram na redução de carbono “carbon free”, comprometendo-se com projetos de conservação florestal. Em 2020, a coleção cápsula Gucci Off the Grid que faz parte da iniciativa chamada Gucci Circular Lines, projetada pelo diretor criativo Alessandro Michele, que visa o uso de materiais têxteis regenerados, focou em roupas genderless (sem identidade de gênero) e acessórios esportivos feitos de materiais reciclados, orgânicos ou de base biológica!

A Burberry apostou na inovação do quesito upcycling (reutilização criativa) e investiu em roupas e acessórios feitos de náilon reciclado a partir de redes de pesca, retalhos de tecido e bioacetato (itens reinventados do verão de 2020). Todas as peças possuem pelo menos um selo de qualidade sustentável e são produzidas em fábricas que investem em programas de redução de consumo de água e energia. A moda sustável tem sido um ponto importante para a grife, tanto que até disponibilizam o relatório anual de produção para o público e seus consumidores.

Re Burberry sustentável

A Uniqlo, marca que nasceu no Japão, trabalha o conceito de moda essencial e universal. Eles apostam em cores e materiais mais perenes com peças que durem mais de uma estação com cartela de cores para o segmento casual masculino Outono Inverno 2022.

Vitrine da marca Uniqlo em Milão com jaquetas e coletes em tecido fleece, conforto e atemporalidade para o Outono/Inverno 22.

As roupas desta temporada recém digitalizadas do mundo da moda passaram por várias adaptações pós pandemia, mas o conforto e a praticidade com estilo, continuam e se tornaram o foco principal das coleções.

Ermenegildo Zegna / Givenchy

Ternos, mas não como você os conhece – A maioria dos designers renunciou à alfaiataria clássica nesta temporada e muitos decidiram mostrar uma forma mais adequada para a vida confinada. Costumes de duas peças em tecidos confortáveis e que não amassem, assim como a malha, ganham ares modernos e práticos.

Brione / Burberry / Commission

A ascensão do chique day-spa – o diretor criativo da marca Ermenegildo Zegna, Alessandro Sartori dedicou toda a sua coleção à elegância do roupão, exibindo casacos e blazers com corte sem forro, em malhas macias; na Fendi, Silvia Venturini Fendi apresentou casacos recortados em tecido acolchoado; e na Louis Vuitton, Abloh mostrou o que parecia ser roupões de verdade usados ​​na passarela por modelos segurando xícaras de café e jornais da marca LV.

O roupão estiloso de Louis Vuitton.

O retorno do sobretudo – o trench coat volta ao velho estilo básico das gabardines originais usados ​​por oficiais militares. O melhor das trincheiras desta temporada pode ser encontrado na Louis Vuitton, Dries Van Noten e Fendi. Porém, em caso de dúvida, vá com a clássica Burberry.

Trench coat Burberry em três versões e a releitura de Fendi.

Saias Kilt com calça – forte tendência do Inverno 2022. Assim como a Burberry, a Louis Vuitton, Virgil Abloh também ousou, desfilando uma série de modelos vestindo saias com kilt de linha A sobre calças.

O superastro da Fórmula 1, Lewis Hamilton usou um kilt xadrez azul cobalto Burberry no grid enquanto se preparava para o Grande Prêmio da Turquia. Ele usou com calças da mesma grife. No circuito de esporte extremamente machista como a Fórmula 1, é nada menos que muito estiloso e corajoso.

Pólos de malha para viagem Apresentando todos os elementos necessários de uma camisa clássica (golas, carcelas, botões) mas sem o desconforto do amassado, feito tanto em cashmeres mais pesados e tons brilhantes na Jil Sander e Prada quanto em construções mais leves e suaves na Fendi e Hermès.

Há muitas razões para se vestir bem, com conforto e estilo, mesmo em casa que também virou ambiente de trabalho!

Veja esta matéria na revista Onne & Only!

Angélyca La Porta – Consultora de Imagem e Estilo

SEMANA DE MODA MASCULINA E O NOVO NORMAL – PRIMAVERA 2022

A pandemia ainda causa reflexos em todo o mundo. Em tempos de “vida normal”, este ano, as marcas tiveram mais liberdade para desfilar suas coleções. Apesar das apresentações ainda serem, predominantemente em formato virtual e rodando em horários oficiais, exploram muito bem a criatividade, tanto em colabs com marcas e celebridades em suas criações, como em locações incríveis exibindo verdadeiros shows de arte nas Semanas de Moda.

Dolce & Gabbana – Primavera 2021/22.

A nova temporada de roupas masculinas para a Primavera/2022 traz a alfaiataria com ares mais descontraídos, modelagens mais folgadas nas calças e bermudas em tecidos nobres e frescos como linho, cashmere e seda combinados à looks esportivos no conforto despretensioso de jaquetas e casacos. Estampas clássicas como xadrez, quadriculado, póa preto e branco, ganham um lugar cativo no closet dos homens com um visual moderno e em combinações nada convencionais. A cartela de cores vai desde o tradicional preto, marinho, branco e bege em conjuntos, muitas vezes monocromáticos, como em combinações com cores cítricas e contratantes.

Versace – Primavera 2021/22.

A seguir, o que pensam algumas das grandes marcas para a Primavera de 2021/22:

ARMANI X ELEGÂNCIA X CONFORTO

Giorgio Armani – Primera 2021/22

Conhecido pela elegância impecável dos seus trajes, Armani apresentou uma coleção com ares de “o novo normal”. Desconstruiu sua silhueta formal, mas sem cruzar para o território do preguiçoso com uma modelagem mais solta, lembrando como eram as roupas esportivas antes de meados do século. “A atitude geral é muito leve, porque acho que todos nós aprendemos a ser informais e mais relaxados na maneira de nos vestir”, explicou Armani. Ele se posicionou contra o terno convencional, oferecendo às novas gerações – assim como às antigas – um código de vestimenta atualizado para viver: “De certa forma, a pandemia provou que minha intuição de um estilo atemporal e sem esforço sempre foi valiosa. E é exatamente isso que gostaria de transmitir com esta coleção: uma ideia de conforto que está mais em sintonia com os tempos que vivemos ”, explica Giorgio Armani.

Uma aposta certeira de roupa versátil, confortável e cheia de estilo que já ganhou muitos adeptos, tanto para o trabalho, como para home office!

FERRARI X MODA HYPE

A famosa marca do automobilismo italiano, conhecida por competir no circuito de Fórmula 1 desde 1952, estreia em um circuito tão rápido e cruel que faz a F1 parecer contida: o circuito da moda. Projetada por Rocco Iannone – que começou sua carreira na Dolce & Gabbana, Giorgio Armani e, posteriormente, na Pal Zileri – esta primeira coleção de moda da Ferrari com 52 looks, dos quais 80% são unissex, foi mostrada na cidade natal da Ferrari, Maranello, Itália, na linha de montagem onde seus artesãos automotivos são normalmente empregados para conectar poderosos motores V12 a 812 GTS esculpidos à mão. Iannone integrou tecidos (como fibra de carbono) e silhuetas inspiradas pela anatomia e cores do catálogo automotivo da Ferrari. Parceiros como Puma e Ray-Ban forneceram tênis e óculos escuros com motivos reconhecíveis da marca.

Para os amantes do automobilismo, esta é uma combinação e tanto, digna de colecionador!

BRIONI X BRAD PITT

Brad Pitt – Brioni Primavera 2021/22.

A marca romana de alfaiataria de luxo Brioni colaborou Brad Pitt em uma nova coleção cápsula para Primavera 2022, ousadamente refinada, tanto quanto o próprio superastro de Hollywood. Desenhada pela primeira vez pelo mesmo ator em 2020. Intitulada “BP Signature”, a cápsula consiste apenas no tipo de peças que Pitt realmente usaria, incluindo um terno grafite de dois botões, uma jaqueta esporte de cashmere, um suéter pólo de manga comprida leve também em cashmere, um suntuoso casaco sem forro para automóvel e um casaco de veludo com calças de lã e uma camisa de noite de algodão ultrafino. Realmente peças bem versáteis para o guarda roupa masculino.

Já para a coleção de Primavera, a marca trouxe o casual chic com o frescor do linho, lã fria e seda. Camisas em linho inglês, jaquetas desconstruídas com a melhor cashmere e linho, agasalhos em nobuck repelente a água com tratamento de lótus. Um luxo básico!

Brioni Primavera 2021/22.

Veja essa e outras matérias também na minha coluna de Moda Masculina da Revista Onne & Only – Onne Mann.

https://onnedigital.com.br/coluna/22/semana-de-moda-masculina-e-o-novo-normal/

Não esqueça: a escolha de um look, qualquer que seja o estilo, tem a ver com sua Personalidade, Postura e Atitude! “Investir na sua Imagem é refletir aquilo que você quer projetar e reforçar na sua marca pessoal.” – Angélyca La Porta, Consultora de Imagem e Estilo. 

O LOOK DO HOMEM MODERNO PARA 2020

O LOOK DO HOMEM MODERNO PARA 2020

A estação mais esperada do ano, pede passagem..
Esse período é conhecido por movimentar o turismo, academias, comércio e, é claro, a moda. Essa é uma boa hora para fazer compras inteligentes para a estação mais quente do ano e aproveitar os preços promocionais, arrematando também peças que continuarão tendência no inverno 2020!

Confira algumas tendências para continuar apostando em 2020:

Costume, Xadrez e listras

Versace

O costume continua sendo a peça forte do guarda-roupa masculino. Particularmente, o xadrez, que ganha novas nuances de cores.

As listras aparecem mais estreitas e em versões mais largas também. A modelagem slim e oversized, ora combinadas com calças retas, ora com as de pregas mais folgadas no quadril, mas ambas tem a barra mais ajustada e mais curta.

Dica: No look casual mais antenado, combine a calça mais folgada com t-shirt lisa ou camisa branca slim com um sneaker branco. Se for usar com o blazer, este também deve ser mais slim para equilibrar a silhueta. Para um look mais social, troque o sneaker branco pelo sapato oxford marrom ou preto dependendo da ocasião e cor do traje

O costume texturizado com listras acetinadas usado com t-shirt estampada e tênis, marcam muito bem a personalidade do ator Robert Downey Jr, ganhador do prêmio “Ator de Filme do Ano” – “Vingadores Ultimate”.

Acetinados

Com certeza, veio para ficar! Grande sucesso do inverno 2019, o tecido se manter em alta na estação mais quente do ano. Com peças versáteis, ele promete ganhar ainda mais força com tons variados e modelagens para diferentes públicos. As camisas de cetim ganham olhares em um look sofisticado para ocasiões mais sociais.

Dior
Dior
Giorgio Armani

Cores de paletas saturadas e os tom pastel

Os designers vem explorando em várias coleções looks monocromáticos em monoblocos de cores saturadas nos tons de vermelho, laranja, azul, rosa, assim como “all black“. Em contrapartida, suavizam no tom pastel e aguados como o verde muito claro quase gelo ou azul. Entre todas as cores frias, que costumam ganhar os holofotes no verão, o azul vai ser a cor da vez, concordam os especialistas. A tendência já foi verificada no verão do hemisfério norte. O azul-escuro, marinho, turquesa, azul-bebê e celeste não estão sozinhos na mais ensolarada das estações. As variações de bege são boas opções para quem quer variar ou mesmo combinar essas cores. As tonalidades de cinza na alfaiataria são imbatíveis e estão presentes em todas as estações.

Dior, Dior e MSGM
Giorgio Armani
Giorgio Armani, prévia de Outono/Inverno 2020. Veludo em alta, Marinho e Vermelho Carmim.

Dica: Por ser uma cor clássica, vale investir em ternos ou costumes cinza claro ou cinza médio. Combine peças de cores mais vibrantes na parte de cima ou explore a paleta de marrons, beges e azuis.

Pochette

Hermès, Hermès, Valentino e MGSM.

Privilegiando as roupas confortáveis para se manter livre nos seus movimentos, a pochette continua assumindo o posto de acessório utilitário com as micro-bolsas, carteiras usadas penduradas na diagonal sobre o corpo ou com uma corrente pendurada ao pescoço. Elas combinam com camisa ou o casaco em modelos super estilosos como os da Valentino ou da MSGM. Já as maxi-bolsas com a versão gigante da Birkin da Hermès – modelo mais famoso da label – abre espaço entre os acessórios. Cinza e com detalhes de couro caramelo, a peça se assemelhava mais a uma bolsa de bordo. As totes e malas arrendondadas de diversas cores usadas com os ternos e shorts, na maioria das vezes feitas de couro e com detalhes de tons diferentes do resto da peça.

Espero que você tenha curtindo as dicas! Qual dos looks você mais gostou? Qualquer dúvida me chama, ok!

Angélyca La Porta – Consultoria de Imagem e Estilo.

Leia essa matéria também na minha coluna Onne Mann da revista Onne & Only!

7 ERROS DE ESTILO QUE OS HOMENS COMETEM AO SE VESTIR

Muitas vezes na escolha de um visual profissional ou mesmo pessoal é comum alguns homens cometerem equívocos ao se vestir. É preciso ter bom senso e não exagerar na hora de compor um look para não passar vexame.

Primeiro, vou esclarecer a Diferença entre Terno e Costume:

Terno: 3 peças (paletó + colete + calça) e Costume: 2 peças (paletó + calça).

Saiba alguns dos erros mais recorrentes e elimine esses deslizes do seu visual:

1- Roupas fora do tamanho : muito justas ou largas demais.

Você deve respeitar o seu biotipo na hora de se vestir. Uma roupa larga demais deixa uma aparência desleixada. Agora, uma apertada demais não só limita seus movimentos como deixa evidente o que deve esconder. Compre suas roupas no tamanho ideal ao seu corpo. O shape slim (modelagem mais próxima do corpo) é o mais indicado para você se manter elegante em qualquer ocasião, independente do tipo físico (muito magro ou mais cheinho). Lembrando que o modelo não deve ser ajustado em demasia, pelo contrário, deve ser um corte reto e próximo ao corpo. Assim não marca nem quem está acima do peso e nem muito magro.

Dica 1: Confira o caimento na região da barriga para que não fique muito apertado ou folgado demais, pois chamará atenção, justamente, para essa região.

Dica 2:  Não se deve desabotoar o blazer com transpasse ao sentar. Feche os de cima e um de baixo. Já os de um a três botões, o do meio sempre abotoado e ao sentar desabotoe.

Veja a matéria sobre “Costume azul-marinho – Peça-chave no guarda-roupa Masculino”

2- Colarinho da camisa

O colarinho é a parte da camisa que fica mais próxima do rosto, por isso auxilia na percepção da imagem masculina. É o ponto principal do look. É nele que os olhares irão perceber a elegância ou o desleixo que compõem o visual. Ele jamais deve estar muito aberto ou caído nos ombros e nem para fora da gola do blazer ou suéter. Existem vários tipos de gola, cada uma tem uma funcionalidade e combinam com a largura e o nó da gravata. Deve-se levar em conta o biotipo que mais combina com você.

Para um look mais casual, abra os dois primeiros botões da camisa.
Para um look mais clássico, abra apenas o botão do colarinho.

3- Barra da calça 

As calças estão mais curtas! Elas podem ser usadas com ou sem meias para looks mais casuais.  Para as calças de corte reto, o ideal é que a bainha cubra a parte do cabedal do sapato na frente e até o final do calcanhar na altura do começo do salto para que não acumulem tecido em cima do sapato, deixando um aspecto desleixado. 

4 –  Meias

Atenção para as meias! Nunca subestime o poder dos detalhes, pois eles serão o ponto-chave do visual. Com o novo comprimento das calças, as meias ganharam destaque no look. Com ou sem, para não errar, elas devem combinar com a cor das calças, a não ser que seja o detalhe proposital do look. 

As coloridas estão em alta! Para um estilo mais casual, use com sapatos  ou mocassim sem meias.

As meias cano baixo, usadas com tênis e que não aparecem, são as mais recomendadas.

Veja a matéria sobre “Costume azul-marinho – Peça-chave no guarda-roupa Masculino”

5 – Cinto com ou sem?

Nunca é demais lembrar que, com costume, o cinto é dispensável. O uso de calça social sem cinto é comum e correto do ponto de vista do dress code, ainda que no Brasil a ausência do acessório não seja tão comum. O costume sem o cinto cria uma imagem mais “clean”, alonga a silhueta, além de parecer que o caimento da roupa está perfeito, dando a entender que se trata de uma roupa feita sob medida. Isso valoriza não só o traje, mas também seu usuário, já que algumas pessoas podem ver nele um homem elegante e sofisticado.

6 – Tênis correto: Sneakers sim, Tênis de Academia não!

Tênis esportivo é muito confortável e excelente para usar na academia, em caminhadas, atividades físicas, etc, mas de forma nenhuma deve ser utilizado em situações fora desse contexto. Atualmente o que não faltam nas lojas são opções de tênis e sapatos masculinos super descolados como: sneakers, sapatênis e mocassins.

Sapato Mocassim.

7 – Apenas o necessário
É comum ver os homens com os bolsos carregados com chaves, celular, carteira… Antenado e atualizado  use uma pasta minimalista com um toque de estilo e espaço suficiente para carregar um tablet ou laptop, acessório indispensável para levar à reunião. Isso evita que você encha seus bolsos da calça com molho de chaves, moedas etc… Apenas o celular no bolso do paletó, assim como a carteira no bolso interno do mesmo.

E aí, pronto para arrasar no look e na sua imagem pessoal?

Vale lembrar:  quando você escolher um look, qualquer que seja o estilo, tenha sempre em mente que a construção da sua imagem estará diretamente ligada a sua  Personalidade, Postura e Atitude!

Acompanhe, também, minhas matérias na minha coluna de moda masculina da revista Onne & Only!

Beijos,

Por Angélyca La Porta – Consultora de Imagem e Estilo

O Estilo do Novo Homem – Verão 2020

O homem do mundo real passa a ver nos trajes formais uma moda mais descontraída, casual, menos engessada, combinando sua personalidade ao dia a dia.

Berluti Spring-Summer-2020 – Paris Fashion Week

A proposta para a Primavera Verão 2020 vem em novas cores e estruturas com um toque de modernidade. As grifes internacionais apostaram nas proporções e volumes que perdem o aspecto rigoroso e sério das últimas temporadas. Os modelos com corte reto imperam e se misturam aos de modelagem ampla que voltam ao cenário urbano, compondo visuais divertidos onde sobreposição de tons e diferentes comprimentos descomplicam a alfaiataria sugerida o que torna esse segmento mais democrático e acessível ao homem moderno.

Veja alguma das apostas dessa temporada:

– Ternos e Costumes: Com shape mais sequinho e curto, estão desconstruídos e com menos botões. As versões clássicas, transpassado com quatro botões e abotoamento simples de dois botões – foram os mais vistos nas últimas coleções, embora alguns modelos casuais como o de três botões ou mais, revelam um look mais descolado.

– Calças: Peça-chave do verão! Elas substituem o jeans como opção para looks modernos e sofisticados. Serve para business e happy hour. Em versões mais largas com pregas nos quadris e gancho mais baixo no estilo “saruel”, combinam com coletes e camisas ajustadas ao corpo. Em contrapartida, na silhueta slim estão mais curtas e algumas vezes com barra dobrada, deixando aparecer o tornozelo sem meia. Combinam com mocassins e sapatos clássicos.

Valentino – Verão 2020

– Bermudas: Vem no estilo mais clássico com o comprimento acima do joelho e barra dobrada usadas com blazer e sapato. Essa é uma boa combinação casual e elegante para os dias mais quentes e descontraídos.

– Coletes: A silhueta folgada e despojada dos coletes reaparece. Algumas marcas usaram o comprimento típico da peça na altura da cintura, outras o deixaram mais longo, cobrindo metade do quadril. Podem ser usados sozinhos ou em sobreposições com t-shirts e camisas mais ajustadas.

À esquerda, streetwear – Pitti Uomo, Milão. À direita, Giorgio Armani – Verão 2020.

– Cores: Além dos tradicionais cinza, preto e marinho, tons terrosos naturais como o nude, marrom e bege. O branco também ganha destaque, assim como os brilhos e brocados que vestem com personalidade. Surgem tonalidades mais vibrantes como amarelos, vermelho alaranjados, verdes e rosas compondo looks descontraídos e modernos para a estação mais colorida do ano. 

Da esquerda para direita em azul, amarelo e laranja, Berluti. De branco, Armani.
Berluti – Verão 2020

A estampa Animal Print deixou de ser exclusividade das mulheres. Cheia de Provocação e Atitude, essa estampa está ganhando cada vez mais espaço no guarda-roupa masculino dos mais ousados. Ela agrega descontração e irreverência aos looks do verão, até mesmo para desconstruir um visual clássico!

Elliott Reeder 2019 – British GQ

Dica:  quando você escolher um look, qualquer que seja o seu estilo, tenha sempre em mente que a construção da sua imagem estará diretamente ligada a sua  Personalidade, Postura e Atitude!

Acompanhe, também, essa matéria, na minha coluna de moda masculina da revista Onne & Only!

Beijos,

Por Angélyca La Porta – Consultora de Imagem e Estilo